Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Massagem Tântrica e Terapia Orgástica em CURITIBA 

Como o tantra pode te ajudar a fazer sexo de um jeito diferente

 

Quando somos crianças, temos um paladar muito peculiar; normalmente não gostamos de coisas amargas, ou muito azedas, ou brócolis. Até mesmo sem ter comido. O tempo vai passando e isso vai, naturalmente, se transformando. Da mesma forma com as músicas que a gente ouve – o Iron Maiden da adolescência lentamente dá espaço para o violão do Jack Johnson – com as roupas que a gente veste e assim seguimos. Muito disso é fruto de amadurecimento, outro tanto é caso de tentativa e erro e há uma pequena parcela que nos muda por medo de passar vergonha… Mas, seja como for, fato é que nossos comportamentos, hábitos, costumes, práticas e manias vão se transformando ao longo da nossa vida.

Mas e o seu sexo? A maneira com a qual você transa, você se relaciona com outras pessoas na maior parcela de intimidade que já pode conhecer, tem se transformado? Separando aqui, claro, as duas primeiras transas da sua vida repletas de ansiedade, fora de tempo e de esquadro, você consegue notar algo de diferente nas suas relações?

Talvez você nunca tenha parado pra pensar nisso. Normal. Para muitos de nós a sexualidade é aprendida ao acaso, no susto, sem muita conversa e com muita referência ruim. Aprendemos tudo errado; homens achando que quanto mais força fizerem mais a mulher vai gostar e mulheres achando que quanto mais alto gemerem mais os homens sairão satisfeitos. É a pornografia que, além de ditar as mídias que sobreviverão no mundo moderno, acabam por deturpar a relação que homens e mulheres têm com o próprio corpo e com o corpo do parceiro.

Tantra, uma outra maneira…

Tantra pode ressignificar suas relações

Existem algumas tradições antigas que se preocupam em dar um melhor uso para a energia sexual do que temos atualmente. O Tantra, por exemplo, é uma filosofia comportamental de mais de 5000 anos de idade que nos ensina a lidar com a sexualidade de uma outra maneira.

No Tantra, uma relação sexual pode demorar horas. Não que isso seja o objetivo do sexo tântrico como muitos pensam; não é uma maratona. Mas para essa filosofia, a relação sexual é um ritual que deve ser utilizado para preencher o corpo de energia e vitalidade, ao contrário do que estamos acostumados – uma corrida de 100 jardas até o orgasmo. Ele prepara todo o corpo com estímulos dos mais variados, que passam por todos os nossos sentidos produzindo bioeletricidade.

Tudo no Tantra é feito com muita calma e tranquilidade. Sabe aquela sensação que você tem assim que a relação sexual começa? Aquela mistura de tesão e euforia capaz de explodir um quarteirão se encontrar a química adequada? Então, o Tantra nos diz para vivenciarmos essa sensação sem pressa, com consciência, de maneira a nos agarrarmos a ela. Vivemos acostumados a buscar resultados – sentir orgasmo ou vê-lo no parceiro – enquanto o Tantra diz para mantermos o fogo inicial aceso. Aquela faísca que acende quando os corpos se encostam, essa sim deve ser mantida. Não procure o orgasmo, não vá em direção a ele. Daí vem o maior mal entendido que as pessoas tem sobre o sexo tântrico – demorar horas não é a sua meta, mas sim a sua consequência.

A Intimidade, que para muitos é um ponto morto na vida sexual, para o Tantra é combustível. Experimente olhar nos olhos do seu parceiro da próxima vez que tiver a oportunidade. Olhar nos olhos em silêncio, sem fugir, sem ficar trocando de olho o tempo todo e, de preferência, evitando piscar. Olhando como quem olha no fundo da alma. Veja a ponte que isso cria entre os dois. Essa prática simples – conhecida no Tantra como Tratak – é um canal de intimidade que prepara ambos para o ato sexual, afinando a sintonia do casal.

Respiração também é uma grande chave aqui. Ela está diretamente ligada ao nosso estado emocional e de espírito – você respira de um jeito quando está alegre, de outro quando está com medo, etc. No sexo é a mesma coisa; você, afoito, correndo em direção ao prazer que já está aí mas você não enxerga, provavelmente respira ofegante, ansioso. Isso vai alimentado pouco a pouco a sua excitação e, quando percebe, a coisa toda já acabou. Procure respirar lenta e profundamente durante a sua próxima relação sexual. Melhor ainda: convide seu parceiro(a) para respirar com você, por alguns minutos, no mesmo ritmo e veja o que acontece.

Enfim, não cabe aqui contar todas as dicas que o Tantra oferece. O que importa mesmo é mostrar que existe sim uma maneira diferente de transar, fazer amor, fazer sexo, copular, dar umazinha ou como quer que você chame esse encontro tão bonito de corpos e almas capaz de gerar vidas. Palavras valem pouco no Tantra; o que conta é a experiência. Você pode aprender muito passando por alguma vivência tântrica. Aprender muito sobre você mesmo!

 

Meu atendimento é extremamente profissional e meu método de massagem tântrica é aplicado terapeuticamente. Não há nenhuma atividade sexual envolvida. 
O Terapeuta estará com vestimenta adequada de forma ética e 
profissional, enquanto a paciente estará despida para o processo da massagem.

Atendimento Exclusivo Para Mulheres